Documentário Avançado - Módulo FilmLab - InC | Instituto de Cinema | Cursos de Cinema e Atuação

Instituto de Cinema de SP

Documentário Avançado:
Módulo FilmLab

  • documentario
  • filmlab

Sinopse:

Esta oficina propõe um mergulho no universo do documentário, através de uma abordagem teórica da linguagem em conjunto da exibição e discussão com realizadores convidados de diversos títulos importantes do cinema documental. A partir das explorações teóricas, o aluno iniciará um processo de criação e produção de um curta-metragem.

Datas e calendário:

  • Próximas turmas: 19/02/2020
  • Dias da semana e horário: Qua, das 09:00 às 12:00 horas.
  • Duração: 27 encontros
  • Carga horária: 81 hrs

OBJETIVO:

O curso busca explorar as diferentes formas de representação da linguagem cinematográfica documental. Através da exibição e análise dos diversos filmes relacionados, procura-se aprofundar-se nas propostas estéticas de cada diretor. Passeando por curtas e longas-metragens documentais, tentaremos entender as tentativas de representação nas obras audiovisuais, além de explorarmos as diferentes formas da linguagem documental. A partir dos questionamentos e provocações criadas pelas discussões apresentadas, o grupo desenvolverá um curta-metragem documental, passando por todo o processo criativo, desde a criação do roteiro até a montagem final.

DIFERENCIAIS DO CURSO:

Além de oferecer um grande repertório da linguagem documental, o curso permite ao aluno vivenciar o processo completo da realização de um curta-metragem, passando por todas suas etapas, desde a pesquisa até a montagem final, retirando assim dele qualquer medo ou receio inicial de produzir suas próprias criações.

PROGRAMAS:

Conteúdo Programático

1ª PARTE – 9 Aulas - Verdade e Mentira. Elaborações sobre forma e conteúdo, subjetividades e objetividades. - Perspectivas históricas do documentário. - A representação do indivíduo e da cidade. - Construção do discurso documental. Registro e manipulação das imagens e da realidade. - Em busca de personagens documentais. - Documentário como processo pessoal e social. - Diferentes modos de abordagens documentais. - Exercício prático – realização de um vídeo documental individual Filmografia - Um homem com uma câmera (Dziga Vertov – 1929); São Paulo, Sinfonia da metrópole (Adalberto Kemeny, Rodolfo Lustig – 1929); Olympia (Leni Riefenstahl – 1938); Dia de Festa (Toni Venturi e Pablo Georgieff – 2005); Notícias de uma guerra particular (João Moreira Salles – 1998); Ônibus 174 (José Padilha – 2002); Cabra marcada para morrer (Eduardo Coutinho – 1984); Nós que aqui estamos por vós esperamos (Marcelo Masagão – 1999); No instante agora (João Moreira Salles – 2018); Quem matou Eloá? (Lívia Perez – 2015); Chapeleiros (Adrian Cooper – 1983); Justiça (Maria Augusta Ramos – 2004); Elas Cantam (Maria Tuca Fanchin – 2019); Janela da alma (João Jardim e Walter Carvalho Jr. – 2001); E (Miguel Antunes Ramos – 2015); Edifício Máster (Eduardo Coutinho – 2002); O fim e o princípio (Eduardo Coutinho – 2002); Eleições (Alice Riff – 2018); Bixa Travesti (Kiko Goifman – 2018); O homem urso (Werner Herzog – 2006); Os dias com ele (Maria Clara Escobar – 2014); Quebramar (Cris Lyra – 2019); Os catadores e eu (Agnés Varda – 2000); Mataram meu irmão (Cristiano Burlan – 2013). 2ª PARTE – 12 aulas - O processo documental e o documentário como processo. - Diferentes modos de abordagens documentais. - O auto-documentário. - A desconstrução do discurso documental. - O falso documentário - O hibridismo, entre a ficção e o documentário. - Estrutura de roteiro documental. - Elaboração de um projeto de documentário. - Produção e acompanhamento dos projetos. Filmografia: - O prisioneiro da grade de ferro (Paulo Sacramento – 2003); Doméstica (Gabriel Mascaro – 2012); Jesus no mundo maravilha (Newton Cannito – 2007); Pacific (Marcelo Pedroso – 2009); Nanook, o esquimó (Robert Flaherty – 1922); Santiago (João Moreira Salles – 2007); Jogo de Cena (Eduardo Coutinho – 2007); Recife frio (Kleber Mendonça Filho – 2009); Zelig (Woody Allen – 1983); Branco sai, preto fica (Adirley Queirós – 2015); A vizinhança do tigre (Affonso Uchoa – 2014); Era o hotel Cambridge (Eliane Caffé – 2016) A rosa azul de Novalis (Gustavo Vinagre – 2019). 3ª PARTE – 6 aulas – Práticas - Análise do material bruto dos projetos. - Montagem dos projetos. - Finalização de cor e som no documentário. - Exploração sobre o mercado audiovisual documental. - Apresentação e debates sobre os projetos.

Bruno Cucio

Bruno Cucio

Vinícius Toro

Vinícius Toro

Carolina Caffé

Carolina Caffé

Investimento:

À vista R$ 3.690,00 ou 8x de 461,25

Para mais informações,envie um email para matricula@institutodecinema.com.br ou nos ligue no (11) 3062-2794.