Canal Brasil promove homenagem à Fernanda Montenegro em comemoração aos seus 90 anos - InC | Instituto de Cinema | Cursos de Cinema e Atuação

Instituto de Cinema de SP

Canal Brasil promove homenagem à Fernanda Montenegro em comemoração aos seus 90 anos

Uma das atrizes mais icônicas da história do audiovisual brasileiro, Fernanda Montenegro, completa neste ano 90 anos de idade. No momento histórico que vive nosso país, a atriz e representação de força da arte e cultura, e uma figura de inspiração. 


Fernanda está em tantas e tantas obras deste país, e é em cada papel e por toda sua vivência que se tornou a mulher e artista deslumbrante que acompanhamos. Apenas a sua existência já é capaz de incomodar aqueles que estão no lado oculto da história. Uma pessoa dessas não merece nada menos do que muita homenagem, não é?


E é nesse caminho que um dos canais que mais promovem o cinema nacional decidiu seguir para fazer a Fernanda uma homenagem a partir do primeiro dia de outubro: Fernanda Montenegro – 90 Anos. Durante algumas terças e quartas do mês, às 22h, irão ao ar produções estreladas pela atriz. 


O filme de abertura é o grande Central do Brasil (1998, de Walter Salles), que tornou a atriz a única brasileira a ser indicada em um Oscar. O longa será apresentado em uma versão remasterizada. Confira abaixo a programação com todos os filmes.


Central do Brasil (1998, de Walter Salles)


Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ela embolsa o dinheiro sem sequer postar as cartas. Um dia, Josué, o filho de nove anos de idade de uma de suas clientes, acaba sozinho quando a mãe é morta em um acidente de ônibus. Ela reluta em cuidar do menino, mas se junta a ele em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai de Josué, que ele nunca conheceu.


Horário: Terça, dia 1º/10, às 22h


Casa de Areia (2005, de Andrucha Waddington)


Após a morte do marido em um acidente, uma mulher grávida e sua mãe lutam para sobreviver no rigoroso deserto do nordeste brasileiro com a ajuda de um morador local.


Horário: Quarta, dia 02/10, às 22h


O Tempo e o Vento (2013, de Jayme Monjardim)


O Tempo e o Vento é baseado na maior obra do escritor Erico Verissimo. O filme conta a história da família Terra Cambará e de sua principal opositora, a família Amaral, durante 150 anos, começando nas Missões até o final do século XIX. Sob o ponto de vista da luta entre essas duas famílias, são retratadas a formação do Rio Grande do Sul, a povoação do território brasileiro e a demarcação de suas fronteiras, forjada a ferro e espada pelas lutas entre as coroas portuguesa e espanhola.


Horário: Terça, dia 08/10, às 22h


Traição (1998, de Arthur Fontes, Claudio Torres e José Henrique Fonseca)


Este filme é dividido em três episódios: "O Primeiro Pecado" retrata o relacionamento de um homem e uma mulher casada; em "Diabólica", é mostrado o desejo entre uma jovem e seu cunhado; o episódio "Cachorro!", um homem vê a sua esposa com o amante.


Horário: Quarta, dia 09/10, às 22h0


O Auto da Compadecida (2000, de Guel Arraes)


O filme mostra as aventuras de João Grilo e Chicó, dois nordestinos pobres que vivem de golpes para sobreviver. Eles estão sempre enganando o povo de um pequeno vilarejo no sertão da Paraíba, inclusive o temido cangaceiro Severino de Aracaju, que os persegue pela região. Somente a aparição da Nossa Senhora poderá salvar esta dupla.


Horário: Terça, dia 15/10, às 22h


A Dama do Estácio (2012, de Eduardo Ades)


Zulmira é uma velha prostituta que um dia acorda obcecada com a ideia de que vai morrer, e precisa adquirir um caixão.


Horário: Quarta, dia 16/10, às 22h


O Outro Lado da Rua (2004, de Marcos Bernstein) 


Regina é uma mulher aposentada, de 65 anos, que vive em Copacabana. Para esquecer a solidão, ela participa de um serviço da polícia, no qual aposentados denunciam pequenos delitos. Uma noite, fiscalizando com seu binóculo o que acontece nos prédios do outro lado da rua, ela vê algo que lhe parece ser um homem matando sua mulher. Ela chama a polícia, mas o óbito é dado como morte natural. Desmoralizada, Regina quer provar que estava certa e acaba se envolvendo com o suposto assassino.


Horário: Quarta, dia 16/10, às 22h20


Infância (2015, de Domingos Oliveira)


Entre um discurso e outro de Carlos Lacerda contra o governo, Dona Mocinha precisa lidar com os problemas financeiros e pessoais de sua família. Enquanto que sob os olhos de seu neto, o pequeno Rodrigo, a única coisa que importa é descobrir o paradeiro de sua cadelinha.


Horário: Terça, dia 22/10, às 22h


O Beijo no Asfalto (2018, de Murilo Benício)


Ao presenciar um atropelamento, o bancário Arandir atende ao pedido de um beijo na boca feito pelo sujeito prestes a morrer. O ato é um teste forjado por Amado, um repórter sensacionalista que passa a explorar o beijo entre dois homens para vender jornal, além de incitar a polícia a investigar uma suposta ligação entre o bancário e o morto. Arandir é envolvido em acusações feitas por seu sogro, Aprígio, além de gerar muitas dúvidas na cabeça de sua mulher, Selminha.


Horário: Quarta, dia 23/10, às 22h


Por Mariana R. Marques

voltar