Instituto de Cinema de SP

Lista | 10 Filmes para chorar

O cinema tem a capacidade de mexer com os sentimentos dos espectadores e causar emoções e sensações que, muitas vezes, nem sabemos explicar. Por outro lado, com algumas histórias, sabemos exatamente o que esperar. Seja assistindo um casal que não fica junto, a morte (in)esperada de um ente querido, ou um cachorro sempre à espera de seu dono, o resultado é o mesmo: lágrimas. 


E todo mundo conhece aquela vontade de chorar super específica que só passa com uma tarde na frente da TV e uma sequência de filmes tristes, não é? Foi pensando nisso que o Instituto de Cinema preparou a lista abaixo, com obras que despertam exatamente essa sensação no público. Preparem os lencinhos!


Sempre ao seu lado (2009)


Nesse longa, acompanhamos o professor universitário Parker Wilson (Richard Gere) que, um dia, encontra um filhote abandonado na estação de trem. A partir de então, depois de adotá-lo, o cão passa a acompanhar seu dono todos os dias até a estação e esperar sua volta depois do trabalho.


Dirigido por Lasse Hallstrom, o longa é uma adaptação de uma história real que aconteceu no Japão, dando origem a uma lenda envolvendo o cachorro da raça akita chamado Hachiko e sua lealdade ao dono, um professor da Universidade de Tóquio.


Disponível no Prime Video.


À procura da felicidade (2006)


Chris (Will Smith) enfrenta sérios problemas financeiros e, para piorar, sua esposa decide partir, deixando-o sozinho para cuidar de seu filho Christopher (Jaden Smith), de 5 anos. Enquanto Chris busca por um emprego melhor, ambos passam por dificuldades e acabam despejados, precisando dormir em abrigos ou onde quer que consigam um refúgio. A mensagem de esperança do filme é linda, além de contar com uma relação paternal de verdade entre Will Smith e seu filho Jaden.


Disponível no Prime Video.


A vida é bela (1997)


Durante a Segunda Guerra Mundial na Itália, o judeu Guido (Roberto Benigni) e seu filho Giosué (Giorgio Cantarini) são levados para um campo de concentração nazista. Longe da esposa, ele usa a imaginação para proteger o filho de toda a violência que os cercam, fazendo a criança acreditar que estão participando de uma grande brincadeira.


A emocionante trama se tornou um clássico do cinema italiano e concorreu com o filme nacional “Central do Brasil” no Oscar de 1999 e levou a estatueta de Melhor Filme Estrangeiro, além das categorias de Melhor Ator, Melhor Trilha Sonora e mais de 20 outros prêmios.


Disponível no Telecine.


Cinema Paradiso (1988)


Nesse clássico do cinema italiano, o menino Totó (Salvatore Cascio/Marco Leonardi) se encanta pelo cinema e inicia uma grande amizade com o projecionista de sua pequena cidade, Alfredo (Philippe Noiret), que se torna sua figura paterna. Já adulto e agora um cineasta bem-sucedido, uma notícia inesperada faz Totó relembrar de sua infância e saudosa relação com o mentor.


Alguns dos prêmios recebidos incluem o Oscar e o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, o Prêmio César de Melhor Poster e o Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes.


Questão de tempo (2013)


Aos 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) descobre um grande segredo: todos os homens de sua família conseguem viajar através do tempo. Orientado por seu pai, James (Bill Nighy), o jovem deve aprender a controlar as possibilidades de uso de seu poder, bem como lidar com as consequências. Viajando para Londres para estudar, Tim conhece e se apaixona por Mary (Rachel McAdams), mas, ao tentar tornar seu relacionamento - e a vida - perfeito, exagera nas viagens ao passado.


Disponível na Netflix.


Meu primeiro amor (1991)


Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky) é uma garota de 11 anos cuja mãe faleceu logo após o nascimento da filha. É apaixonada por seu professor de inglês, Jake Bixler (Griffin Dunne) e conta com a amizade de Thomas J. Sennett (Macaulay Culkin), um garoto que é alérgico a tudo. Quando seu pai, um agente funerário que não lhe dá muita atenção, se apaixona por Shelly (Jamie Lee Curtis), Vada se sente ainda mais rejeitada e está disposta a fazer o que for necessário para separá-los. 


Sociedade dos poetas mortos (1989)


Em uma escola preparatória para meninos, a rotina é rígida, as expectativas são altas, e a pressão dos pais e professores é maior ainda. Porém, a chegada do novo professor de Inglês John Keating (Robin Williams) e seus métodos únicos de ensino inspiram os alunos Neil Perry (Robert Sean Leonard), Todd Anderson (Ethan Hawke) e outros, que aprendem a seguir seus sonhos e aproveitar cada dia.


Direção de Peter Weir e roteiro de Tom Schulman (Querida, Encolhi as Crianças), cujo trabalho rendeu o Oscar de Melhor Roteiro Original, além dos prêmios BAFTA de melhor trilha sonora e Melhor Filme. 


Como eu era antes de você (2016)


Nessa adaptação da obra literária de Jojo Moyes, acompanhamos a jovem e peculiar Louisa "Lou" Clark (Emilia Clarke), que transita de emprego em emprego para ajudar no sustento de sua família. A atitude sempre alegre e positiva de Lou é testada quando se torna cuidadora de Will Traynor (Sam Claflin), um jovem extremamente rico e bem sucedido que, em razão de um acidente de automóvel, ficou tetraplégico.


Disponível no Prime Video.


O Milagre na Cela 7 (2019)


O filme turco lançado recentemente na Netflix é um remake de uma produção coreana de 2013. A trama gira em torno de Memo (Aras Bulut Iynemli), um pai com um distúrbio cognitivo e que vive com sua filha Ova (Nisa Sofyia Aksongursa), orfã de mãe desde cedo, e sua avó Fatma (Celile Toyon Uysal), em um pequeno vilarejo. A pacata rotina muda drasticamente quando Memo testemunha a morte da filha de um tenente do exército turco e é injustamente acusado de assassinato, sendo preso e condenado à morte.


Disponível na Netflix.


Amor (2012) 


Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, Amor é um filme francês escrito e dirigido por Michael Haneke. A trama acompanha o casal Anne (Emmanuelle Riva) e Georges (Jean-Louis Trintignant), idosos extremamente apaixonados um pelo outro. Assim, quando Anne sofre um derrame em decorrência de uma cirurgia, passa a depender dos cuidados do marido. 


A obra está disponível na Globoplay.


BÔNUS: Up - Altas Aventuras (2009)


Não poderia faltar uma animação nessa lista, e como deixar passar essa história perfeita de aquecer os corações, não é mesmo? 


Carl Fredricksen é um senhor de 78 anos bastante rabugento e que está prestes a perder a casa em que sempre viveu com sua falecida esposa, Ellie. Para evitar se mudar para um lar para idosos, seu Fredricksen equipa sua casa com milhares de balões, fazendo com que ela levante voo. Estava tudo planejado para que a casa seguisse rumo a uma floresta na América do Sul na qual ele e Ellie sempre desejaram morar, até que Carl descobre um passageiro inesperado: Russell, um garotinho escoteiro de 8 anos.


Disponível no Disney Plus.


 


Por Ana Clara P.S.M.O.

voltar