Instituto de Cinema de SP

Lista | 5 Filmes para conhecer o Studio Ghibli

Um dos maiores estúdios de animação japonês, e do mundo, o Studio Ghibli foi fundado em 1985 em Tóquio, por Hayao Miyazaki, Isao Takahata, Toshio Suzuki e Yasuyoshi Tokuma. Ao longo de todos esses anos, o estúdio soma mais de 20 longas de animação produzidos, sendo o primeiro deles “O Castelo no Céu” (1986).


Alguns de seus filmes que ficaram mais conhecidos mundialmente são “A Viagem de Chihiro” (2001) e “Meu Amigo Totoro” (1988) que, inclusive, conta com o personagem como logotipo da empresa. Em reconhecimento ao sucesso do estúdio, no ano de 2001 foi inaugurado o Museu Ghibli, dedicado às suas obras.


Em geral, as animações costumam ter protagonistas femininas fortes e jovens, e abordar temas de extrema relevância social, ética e filosófica - como guerra, a relação entre homem e natureza, consumismo e amadurecimento. Seu diferencial está na abordagem de todas essas questões, que é feita de forma natural e sutil, tocando não apenas as crianças, que geralmente são consideradas o público alvo das animações, mas pessoas de todas as faixas etárias com sua linguagem universal.


Recentemente, a plataforma de streaming Netflix disponibilizou em seu catálogo mais de 20 obras do estúdio, uma ótima oportunidade para quem deseja mergulhar nesse universo e conhecer seus clássicos.


Confira abaixo uma lista de alguns clássicos do estúdio e aproveite para conhecê-lo melhor através de suas obras!


A viagem de Chihiro (2001)


Dirigido por Hayao Miyazaki, um dos fundadores do estúdio, o história gira em torno de Chihiro e seus pais ao se mudarem para uma cidade diferente. No caminho, porém, eles se perdem e acabam encontrando um lugar totalmente desconhecido, com casas cheias de comida. Seus pais, com fome, passam a comer e, ao anoitecer, se transformam em porcos. Agora, Chihiro deve cuidar de si e fazer o possível para salvá-los.


O filme é repleto de metáforas e simbolismos, com destaque para a jornada de amadurecimento da protagonista. Foi vencedor de mais de 20 prêmios em diversas categorias, inclusive o Oscar de Melhor Filme de Animação em 2003. Disponível na Netflix. 


Meu amigo Totoro (1988)


Mei e sua irmã Satsuki se mudam para uma casa no campo para ficar mais perto do hospital onde sua mãe está internada. O pai das meninas, enquanto isso, divide o tempo entre dar aulas na faculdade e cuidar de sua esposa doente. Ao brincar no quintal de casa, Mei nota uma estranha criatura carregando um saco de sementes e a segue, caindo em um jardim mágico, onde conhece Totoro, um grande, peludo e dorminhoco espírito da floresta.


A animação também foi dirigida por Hayao Miyazaki e está disponível na Netflix.


O Castelo Animado (2004)


Uma adaptação do romance de fantasia homônimo da escritora britânica Diana Wynne Jones, O castelo animado também foi dirigido por Hayao Miyazaki (com exceção de apenas algumas obras do estúdio, ele foi o diretor de todas as animações). Ambientado na Europa, o filme é uma reflexão sobre a guerra, e sua trama gira em torno do feiticeiro Howl e a jovem Sophie, que foi amaldiçoada por uma bruxa com um feitiço de envelhecimento. 


Foi indicado ao Oscar de Melhor Animação. Disponível na Netflix.


O serviço de entrega da Kiki (1989)


Assim como o item anterior, essa animação também é ambientada na Europa, e, portanto, pode ser uma ótima forma do público ocidental se conectar e se aproximar do universo Ghibli.


Mais uma vez com a direção de Miyazaki, acompanhamos Kiki, uma bruxinha que, seguindo uma tradição de seu mundo, parte para seu treinamento de um ano. Assim, acompanhada de seu gato preto Jiji e sua vassoura, segue para a cidadezinha Moreoastal. Porém, os hotéis da cidade não aceitam bruxas e a polícia a flagra fazendo algumas travessuras. 


A animação foi adaptada do livro infantil Majo no Takkyubin, escrito por Eiko Kadono e ilustrado por Akiko Hayashi em 1985, e é uma história sobre a passagem da infância para a vida adulta. Disponível na Netflix.


Princesa Mononoke (1997)


A história se passa no final do período Muromachi (aproximadamente 1336 a 1573) e gira em torno do jovem príncipe Emishi Ashitaka, que se envolve em uma luta entre os deuses de uma floresta e os humanos que consomem seus recursos. Durante essa aventura, ele conhece Mononoke.


Para a obra, Miyazaki afirmou em uma entrevista que se inspirou na guerra da Iugoslávia, pois ficou realmente impactado com os efeitos do conflito. Além disso, a floresta do filme é real e fica em Yakushima (Japão), com cerca de 1.000 acres e protegida pela UNESCO.


Foi a primeira animação a ser indicada e vencer o Japanese Academy Awards de melhor filme em 1998. 


Se você curtiu esse artigo e se interessa por animação, não deixe de conferir os cursos do Instituto de Cinema na área!


Direção de Arte para Animação - Online (AO VIVO), com início marcado para o dia 16/11!


Roteiro para Animação - Online (AO VIVO), com início marcado para o dia 17/11! 


 


Por Ana Clara P.S.M.O.

voltar