Instituto de Cinema de SP

Makoto Shinkai

Makoto Niitsu, mais conhecido como Makoto Shinkai, nasceu no dia 9 de fevereiro de 1973 em Koumi, uma pequena cidade com pouco menos de 5.000 habitantes, localizada na província de Nagano, no Japão. Desde que deu início a sua carreira na animação, em 1997, Shinkai vem se tornando cada vez mais popular, tendo suas obras prestigiadas no mundo do cinema e das animações japonesas.


Makoto Shinkai estudou literatura japonesa na Universidade de Chuo, onde foi associado ao clube de literatura juvenil, desenhando livros ilustrados. Após sua formação, em 1994, ele foi trabalhar em uma companhia de videogames, onde trabalhou durante 5 anos, produzindo clipes para jogos, envolvendo-se também com design gráfico. Durante esse tempo, Shinkai fez amizade com o musicista Tenmom, cuja parceria resultaria em colaborações na trilha sonora de muitos de seus filmes, anos mais tarde. 


Em 1998, Shinkai deu início a suas produções, junto ao estúdio de animação CoMix Wave, (posteriormente CoMix Wave Films), com quem Shinkai produz seus filmes até hoje. Seu primeiro curta-metragem, lançado em 1999, tem como título She and Her Cat (“Kanojo to Kanojo no Neko”, no original), e conta a história de uma mulher e seu gato, mostrando os pensamentos e perspectiva do próprio gato. O filme contém apenas cinco minutos de duração e foi produzido em preto e branco. Com ele, Shinkai recebeu diversos prêmios nacionais de animação pelo título. Anos depois, a obra ganhou uma adaptação em mangá, de volume único, além de uma versão em anime para a televisão.


Após ser bem-sucedido em seu primeiro projeto, Shinkai continuou criando e se aventurando no mundo das animações. Em 2000, começou a desenvolver Vozes de Uma Estrela Distante (“Hoshi no Koe”). A Manga Zoo lhe contatou para “ajudar” na criação do projeto e transformá-la em anime, que estreou em 2002, no Japão. Logo em seguida, em 2004, Shinkai teve seu primeiro longa-metragem lançado: o aclamado O lugar Prometido em Nossa Juventude (“Kumo no Mukou, Yakusoku no Basho”), que foi lançado em todo o Japão e ganhou muitas honras no país.


Sua penúltima produção foi o grande sucesso Your Name (“Kimi no na wa”). Lançada em 2016, a animação recebeu aclamação internacional, sendo também um grande sucesso comercial, chegando a bater recordes de bilheteria, se tornando o anime de maior arrecadação em todos os tempos, superando clássicos dirigidos por Hayao Miyazaki como A Viagem de Chihiro, O Castelo Animado e Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar. A obra foi um forte candidato a disputar o prêmio de Melhor Animação no Oscar de 2017, mas infelizmente, a indicação não aconteceu.


Os filmes de Makoto Shinkai encantam e conseguem emocionar um grande público. Suas obras são vastas tanto visualmente, com uma animação e traços inesquecíveis, quanto narrativamente, entregando enredos fascinantes e envolventes, repletos personagens cativantes. Sua filmografia é composta pelos seguintes longas-metragens:


O lugar prometido em nossa juventude (“Kumo no mukou, yakusoku no basho”) - 2004


Após a Segunda Guerra Mundial, o território japonês foi separado em dois regimes, com a região Sul aliada aos Estados Unidos, enquanto o norte do país é regido pela União Soviética. A partir disso, a grande ilha conhecida anteriormente como Hokkaido passa a se chamar Ezo, e uma grande e misteriosa torre é construída, ligando o solo até o espaço. Em 1996, somos apresentados a três adolescentes, Hiroki (Hidetaka Yoshioka), Takuya (Masato Hagiwara) e Sayuri (Yūka Nanri), que fazem um pacto de construir uma pequena aeronave e partir em direção à torre, a fim de desvendar o segredo por trás da ligação entre ela e os sonhos da jovem Sayuri.


Cinco Centímetros por Segundo (“Byôsoku 5 senchimêtoru”) - 2007


Nesse filme, ambientado em uma cidade japonesa no início dos anos 1990, conhecemos Takaki Tono (Kenji Mizuhashi) e Akari Shinohara (Yoshimi Kondō/Ayaka Onouei), dois jovens que se conhecem desde a infância, e que com o passar dos anos, perceberam o surgimento involuntário de um sentimento amoroso um pelo outro. Porém, a relação dos dois acaba encontrando complicações, pois Akari acaba se mudando para o interior do país. Os dois então passam a se comunicar através de cartas, e após longos anos sem se verem, os dois marcam um encontro na estação da cidade onde moravam.


Com o filme, Makoto Shinkai recebeu o prêmio Asia Pacific Screen Award por melhor Animação. A obra foi posteriormente revisitada, dando origem a um livro e uma adaptação em mangá, com dois volumes. 


Em Busca das Estrelas (“Hoshi o Ou Kodomo”) - 2011


Nesse longa, acompanhamos a história de Asuna (Hisako Kanemoto), uma jovem que vive com o peso de ter perdido seu pai. Ela então passa seus dias isolada, ouvindo uma estranha melodia que emana de um receptor, dado por seu pai como lembrança. Ao retornar para casa em um desses dias solitários, Asuna dá de encontro com uma estranha criatura, e é salva por um garoto misterioso chamado Shun (Miyu Irino). Os dois logo se tornam amigos, e Shun revela ser de Agartha, um longínquo país, estando ali em missão. A fim de saber mais sobre a história de Shun, Asuna se vê em uma aventura em direção a Agartha, um país no centro da terra, onde o Portal da Vida e da Morte, que é capaz de trazer as pessoas de volta a vida, está escondido.


O filme foi nomeado para o Prémio de Melhor Filme de Animação na 5ª edição  dos Asia Pacific Screen Awards, além de receber indicações em outros Festivais internacionais.


O Jardim das Palavras (“Koto no ha no niwa”) - 2013


Esse longa conta a história de Takao (Miyu Irino), um jovem estudante de 15 anos, que tem o sonho de ser sapateiro. Em um dia chuvoso, Takao decide faltar na escola para desenhar sapatos em um jardim. Chegando no local, ele repara em uma mulher misteriosa, que observa o lago do jardim. Os dois então acabam se apresentando, e conhecemos então Yukino (Kana Hanazawa). Após esse primeiro encontro, os dois voltam a se encontrar no mesmo local, sempre em dias chuvosos, desenvolvendo uma improvável amizade.


O filme venceu em 2013 o prêmio  Kobe Theatrical Film Award, além de conquistar o Fantasia Internacional Film Festival e o Stuttgart Festival of Animated Film.


Your Name (“Kimi no na wa”) - 2016


Ambientado no Japão atual, essa animação conta a história de Mitsuha Miyamizu (Mone Kamishiraishi), uma garota que mora no interior do país e tem o desejo de deixar a pequena cidade para tentar a sorte na gigante Tóquio. Enquanto isso, na capital, conhecemos Taki Tachibana (Ryunosuke Kamiki), um jovem que trabalha em um restaurante, e deseja largar o emprego para se tornar um arquiteto. Os dois, mesmo sem nenhum tipo de contato, se veem conectados de uma forma misteriosa, e acabam vivendo a vida um do outro, quando acordam com os corpos trocados. A partir disso, uma história de amor se inicia, quando os dois partem em uma busca para se encontrarem, o que se mostra ser um grande desafio.


O filme foi um tremendo sucesso de crítica e bilheteria ao redor do mundo, tenho sido eleito como o Melhor Filme Animado do ano pela Associação dos Críticos de Cinema de Los Angeles, nos Estados Unidos. 


O Tempo com Você (“Tenki no Ko”) - 2019


O longa conta a história do jovem Hodaka (Kotaro Daigo), um jovem de 16 anos que foge de sua cidade natal para viver na grande Tóquio. Um dia, em meio às ruas da cidade chuvosa, Hodaka acaba conhecendo Hina (Nana Mori), uma garota que o tinha ajudado quando não tinha o que comer. Ao mesmo tempo, Hodaka começa uma investigação jornalística para uma revista esotérica, onde começa a trabalhar, sobre uma antiga lenda a respeito das chamadas “Garotas Sol”, mulheres capazes de mudar o tempo com suas preces.


Quando Hodaka conhece Hina, ele logo percebe que a lenda era verdade, ao descobrir que a menina é de fato uma Garota Sol. Os dois então começam a trabalhar juntos, fazendo dinheiro ao levar o sol para as pessoas, para que a incessante chuva dê espaços aos momentos de alegria ao ar livre. Porém, ao usar os poderes da natureza, Hina está fadada a um trágico fim, e Hodaka precisa correr contra o tempo para salvá-la, tendo que escolher entre a vida da garota e a gigante cidade que o abrigou.


Além de ter sido escolhido pelo Japão para concorrer na categoria de Melhor Animação no Oscar 2020 (acabou ficando fora da lista final da categoria), o filme ganhou prêmios em diversos festivais ao redor do mundo, como o Asia Pacific Screen Awards, o Animation is Film e o Scotland Loves Anime em 2019, além de indicações no Satellite Awards e Annie Awards de 2020.


 


Por Pedro Dourado.

voltar