Instituto de Cinema de SP

Palestras gratuitas de Luiz Bolognesi, Paulo Morelli, Laís Bodanzky e Debora Ivanov serão ministradas no Instituto de Cinema em 2019. Inscreva-se!

A trajetória no audiovisual é quase sempre um caminho incerto, na maioria das vezes é difícil saber por onde começar. Nesse sentido, nada melhor do que conversar com quem já tem experiência na área e descobrir como eles chegaram até onde chegaram, não é? Pensando nisso, o Instituto de Cinema propõe quatro palestras para começar 2019 com o pé direito!


Debora Ivanov, Laís Bodanzky, Paulo Morelli e Luiz Bolognesi são nomes que representam muitas das produções bem-sucedidas brasileiras, que ganharam alcance internacional, e vão palestrar no InC nos dias, , 25/01, 29/01, 15/02 e 22/02, respectivamente, todas as 18 horas, com exceção de Laís Bodanzky, que será às 19h.  Além de dicas que valem ouro para quem se interesse por cinema e audiovisual no geral, os cineastas contarão detalhes da sua trajetória pessoal e de suas produções, propondo um bate-papo com o público!


Pensando na democratização do aprendizado no audiovisual e cinema, prezada pelo InC, a entrada para todas as palestras é 100% gratuita e aberta ao público, acontecendo no próprio Instituto de Cinema, localizado na Rua Teodoro Sampaio, 1121, no bairro de Pinheiros, na cidade de São Paulo.


Confira mais informações sobre cada um desses cineastas e também o link para inscrição em cada uma dessas palestras!


 


Luiz Bolognesi


 


Diretor e roteirista, Bolognesi tem seu nome estampado em obras de renome do cinema tanto no circuito nacional, quanto no internacional, como “As Melhores Coisas do Mundo” (2010), “Bicho de Sete Cabeças” (2001), “Terra Vermelha” (2008), “Elis” (2015), “Como Nossos Pais” (2015) e “Bingo - O Rei das Manhãs” (2015). Essas produções renderam a ele reconhecimento internacional em festivais de Veneza, Roma, Toronto, Locarno, Los Angeles, Miami, Havana, entre outros, além de ter alguns de seus filmes exibidos em cinco continentes e veiculados em televisão como a Rede Globo e a HBO América Latina. 


Com a produção da animação “Uma História de Amor e Fúria” (2013), o diretor foi vencedor do prêmio Cristal de Melhor Longa Metragem em Annecy, além de outros festivais em países como Tóquio, Shanghai, Atenas, Bordeaux, Buenos Aires e ser premiado também pela Academia Brasileira de Cinema. O filme ainda foi exibido em seis continentes diferentes!


Esse ano, seu documentário “Ex-Pajé”, foi lançado e recebeu menção honrosa como melhor documentário no Festival de Berlim/Panorama 2018 e foi premiado como melhor documentário no festival É Tudo Verdade 2018, que é dedicado especialmente a esse gênero.


Palestra dia 22/02


Horário: 18h


Local: Rua Teodoro Sampaio, 1121 - Pinheiros, São Paulo


Entrada gratuita


Link para inscrição: https://goo.gl/forms/wfZtSPRAUELzrBY83


 


Paulo Morelli


 


Formado em Arquitetura pela FAU (USP), Morelli se viu interessado por cinema experimental já na época. O interesse acabou se tornando sua carreira que contribuiu, e muito, para o audiovisual nacional, já que nos anos 80, ao lado de Fernando Meirelles, Marcelo Machado e Beto Salatini, fundou a Olhar Eletrônico, produtora paulista de vídeos publicitários e programas para a televisão, incluindo a série televisiva “Rá-Tim-Bum”.


Sua primeira produção cinematográfica foi o curta-metragem “Solo”, em 1976, fazendo algumas experimentações importantes depois como “Época da Ignorância” (1985) e “Do Outro Lado da Sua Casa” (1990).


Em 1991, novamente ao lado de Meirelles, o diretor e roteirista fundou a O2 Filmes, famosa atualmente por produções de filmes extremamente relevantes para o cinema brasileiro, como o longa “Cidade dos Homens” (2007), dirigido e roteirizado por Morelli, fechando a série televisiva de mesmo nome.


O cineasta dirigiu outros longas como “O Preço da Paz” (2003), que ganhou como melhor filme em Gramado e Tiradentes, “Viva Voz” (2003), premiado como melhor filme internacional do New York Independent Film Festival e “Entre Nós” (2014), produzido em parceria com seu filho, Pedro Morelli, além do curta “Lápides”, que recebeu outros quatro prêmios.  


Atualmente, Morelli lançou um software especial para roteiristas chamado “Story Touch”.


Palestra dia 15/02


Horário: 18h


Local: Rua Teodoro Sampaio, 1121 - Pinheiros, São Paulo


Entrada Gratuita


Link para inscrição: https://goo.gl/forms/ssiYDDH2sKCHOKIc2


 


Laís Bodanzky


A diretora tem uma longa lista de filmes bem sucedidos e reconhecidos internacionalmente, muitos dirigidos em parceria com seu sócio na criação da produtora Buriti Filmes, Luiz Bolognesi.


Bodanzky estreou no cinema com o curta-metragem “Cartão Vermelho” (1995), selecionado para o New York Independent Film Festival. O longa “Bicho de Sete Cabeças” (2001), co-produção Brasil e Itália, que conquistou diversos prêmios. Entre seus longas estão: “Como Nossos Pais” (2017), que teve sua premiere no 67º Festival de Berlim no mesmo ano de lançamento, “Chega de Saudade” (2007), com coprodução francesa e “As Melhores Coisas do Mundo” (2010),  além de documentários para cinema e televisão como “Cine Mambembe, o cinema descobre o Brasil” (1999), e “Mulheres Olímpicas”, para o canal ESPN.


Filha do cineasta Jorge Bodanzky, que realizou produções como “Iracema - Uma Transa Amazônica” (1981) e “Os Mucker” (1979), Laís cresceu em estúdios e sets de gravação, se formando em Cinema pela FAAP.


A diretora mantém um projeto social, chamado “Tela Brasil”, que fomenta o cinema em regiões periféricas de todo o Brasil, exibindo filmes e levando a população para salas de cinema.


Palestra dia 29/01


Horário: 19h


Local: Rua Teodoro Sampaio, 1121 - Pinheiros, São Paulo


Entrada gratuita


Link para inscrição: https://goo.gl/forms/RCRQbjwqV4FINt7i1


 


Debora Ivanov


 


Primeira mulher a presidir a Ancine (Agência Nacional de Cinema), Ivanov tem como uma das suas principais pautas em frente de trabalhos, a atuação das mulheres no audiovisual brasileiro, determinando o aumento dessa atuação como uma das principais metas do seu trabalho.  


Mas não para por aí! Ivanov já atuou do outro lado também. A produtora tem uma lista de mais de 60 produções cinematográficas, incluindo curtas, longas, telefilmes e séries para televisão que renderam para a cineasta mais de 200 prêmios em festivais nacionais e internacionais importantes da indústria e conquistando as maiores bilheterias do cinema brasileiro, entre 2012 e 2014.


Sua filmografia inclui os longas: “Que Horas Ela Volta?” (2015), “Até Que a Sorte Nos Separe” (2012), “Até Que a Sorte Nos Separe 2” (2013), “Uma História de Amor e Fúria” (2012), “Amazônia” (2013), “Terra Vermelha” (2008) e “O Lobo Atrás da Porta” (2013).


Nos anos 2000, Ivanov se filiou a Gullane Entretenimento, produtora responsável por diversos títulos do cinema brasileiro, além de ser membro do Conselho Consultivo da SPCine, empresa pública de cinema e também foi indicada como titular ao Conselho Superior do Cinema, atuando no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual.


Palestra dia 25/01


Horário: 18h


Local: Rua Teodoro Sampaio, 1121 - Pinheiros, São Paulo


Entrada gratuita


Link para inscrição: https://goo.gl/forms/cPBjdVYKUf3RQepq2

voltar