Instituto de Cinema de SP

Rodrigo Aragão

Foto do Mestre Rodrigo Aragão

Descrição

A trajetória de Rodrigo Aragão é permeada pelo crescimento da sua produtora, a Fábulas Negras Produções; pelo seu trabalho criativo e prático nas mais variadas produções audiovisuais. Em 2005 rodou o seu primeiro curta premiado (Chupacabra), e em 2008 lançou o seu primeiro longa metragem. Mangue Negro lhe trouxe reconhecimento internacional e novos prêmios. Depois: A Noite do Chupacabras (2011), Mar Negro (2013) e As Fábulas Negras (2015). Consagrou-se como um dos mais prolíficos diretores do gênero brasileiro. Em 2018 lançou A Mata Negra – seu primeiro filme em 4k – e rodou o épico O Cemitério das Almas Perdidas, estreando no segundo semestre de 2020; este é o maior filme já realizado no seu estado de origem, o colocando num lugar de notoriedade. Com produções onde os efeitos práticos brilham pela sua perfeição, a filmografia de Aragão é marcada por uma notória evolução técnica. No comando da Fábulas Negras Produções há catorze anos, Rodrigo já escreveu, dirigiu e produziu seis filmes de longa duração e cinco curtas metragens. No currículo, participação em mais de 100 festivais ao redor do mundo e 23 prêmios; além de distribuição nacional e internacional, nas mais variadas plataformas de exibição. Com muitos projetos ambiciosos em mente, o seu objetivo é sempre renovar o cinema de gênero Brasileiro, levando a cultura regional para os mais diversos pontos do nosso globo.

Disciplinas que leciona

  • Produção
Voltar