Instituto de Cinema de SP

Horror no Cinema Brasileiro:
Com Carlos Primati

  • todos
  • online
  • 2001noinc

Sinopse:

Para celebrar o cinema de horror brasileiro, o pesquisador Carlos Primati abordará os filmes de gênero que estão há mais de oito décadas em comédias de fantasmas, melodramas góticos e histórias infanto-juvenis com bruxas e assombrações. A partir da década de sessenta, com o blasfemo e violento personagem Zé do Caixão, criado pelo cineasta paulista José Mojica Marins, o gênero se popularizou e desdobrou-se em inúmeras vertentes. O cinema experimental inseriu elementos macabros e mórbidos para criar obras instigantes e ousadas, originando reflexões do horror que iam do absurdo ao ofensivo, da crueldade à poesia. O deboche tipicamente brasileiro transformou o ‘terror’ no ‘terrir’, o susto com riso, a marca do cineasta carioca Ivan Cardoso, diretor de “Nosferato no Brasil”, “O Segredo da Múmia” e outras comédias de monstros. O advento do cinema digital possibilitou a democratização na produção audiovisual e abriu caminho para banhos de sangue nas telas, revelando realizadores como Rodrigo Aragão, Paulo Biscaia Filho, Juliana Rojas, Marco Dutra, Marcos DeBrito, Gabriela Amaral Almeida, Dennison Ramalho, Guto Parente, Kleber Mendonça Filho, Armando Fonseca, Kapel Furman, Alice Furtado e tantos outros que nos últimos dez anos têm tornado o gênero do horror um assunto recorrente na mídia e tema de alguns dos filmes mais impactantes da produção brasileira recente.

Datas e calendário:

  • Próximas turmas: 08/10/2020
  • Dias da semana e horário: Qui, das 19:00 às 22:00 horas.
  • Duração: 4 encontros online ao vivo.
  • Carga horária: 12h

OBJETIVO:

Em quatro encontros com Carlos Primati, o curso visa mostrar um panorama cronológico da produção de filmes de horror no Brasil, que embora tenha ultrapassado os quinhentos longas-metragens até o momento, ainda é pouco conhecida do grande público. Conjuntamente, apresentar os principais realizadores, ilustrando suas realizações no gênero do horror com cartazes, fotografias, trailers e trechos de filmes, apontando as múltiplas propostas que o gênero possibilita, apelando a todos os tipos de públicos, da comédia ao drama, de criança a adulto.

DIFERENCIAIS DO CURSO:

- Carlos Primati é pesquisador especializado na produção brasileira no gênero fantástico.

PROGRAMAS:

Módulo 1 – Fantasmas, maldições e cemitérios: décadas de 1930, 1940 e 1960

• Comédias assombradas: os espectros de O Jovem Tataravô e Fantasma por Acaso.
• Casarões sombrios e mistérios macabros: os melodramas góticos dos anos cinquenta.
• O estranho cinema de Zé do Caixão: a mente alucinada do mestre José Mojica Marins.

Carlos Primati

Carlos Primati

Módulo 2 – Monstruosidade debochada e reflexões sobre a morte: a década de 1970

• Os monstros do udigrúdi: o cinema experimental de Bressane, Sganzerla e Cavalleiro.
• As flores do mal: o horror barroco e literário de Carlos Hugo Christensen.
• Falando com espíritos: o horror dramático e existencialista de Walter Hugo Khouri.

Carlos Primati

Carlos Primati

Módulo 3 – Terror para rir, excitar e chocar: as décadas de 1980 e 1990

• Os assassinos da Boca do Lixo: o ousado terror erótico do cinema popular paulistano.
• Teratologia tropicalista: múmias, vampiros e lobisomens do ‘terrírvel’ Ivan Cardoso.
• O horror na retomada do cinema: primeiros passos de um novo cinema fantástico.

Carlos Primati

Carlos Primati

Módulo 4 – Zumbis, vampiresas e bebê lobisomem: as décadas de 2000 e 2010

• Os novos mestres: Rodrigo Aragão, Marcos DeBrito, Dennison Ramalho e outros.
• As mulheres do horror: Juliana Rojas, Gabriela Almeida e outras realizadoras.
• Um gênero vivo: a relevância do horror como retrato cultural, social e político.

Carlos Primati

Carlos Primati

Investimento:

À vista R$ 350,00 ou 2x de 175,00

Para mais informações,envie um email para matricula@institutodecinema.com.br ou nos ligue no (11) 3062-2794.